Psicologia

A ABREC oferece aos renais crônicos e familiares amparo psicoterapêutico e psicológico. O acompanhamento psicológico durante o tratamento da doença renal crônica é de extrema importância e deve acontecer tanto na reestruturação psíquica do paciente, como também na manutenção do tratamento.

O fato de ser renal crônico e ter que fazer hemodiálise de três a quatro vezes na semana acaba quase sempre causando depressão profunda, o que traz sérias complicações psicossomáticas que comprometem a vida do paciente. A relação com a máquina e as duas “picadas” com agulhas grossas que ocorre em todas as hemodiálises geralmente podem causar pânico e piorar a depressão.

A assistência psicológica junto aos pacientes, os auxilia a encarar sua condição numa outra perspectiva. Resgatam o bem-estar e promovem uma melhoria na qualidade de vida dos mesmos.  A ênfase do tratamento se dá na aprendizagem do autoconhecimento. Tem como objetivo favorecer o alívio dos sintomas e ansiedades, sendo essa capaz de alterações de comportamento e de relações interpessoais.